O alho negro possui inúmeras propriedades únicas, que fizeram com que ele se espalhasse pelo mundo de maneira muito rápida, mas ainda não é tão conhecido da culinária popular.

O seu sabor adocicado e ácido é extremamente versátil, e substitui o alho comum em muitas situações. Para inseri-lo na sua dieta, basta encontrar a maneira de consumir que mais agrade o seu paladar.

Está na hora de saber um pouco mais sobre esse condimento exótico que está se espalhando por todo o mundo.

Como fazer alho negro

O alho negro, uma variação do alho comum que costumamos utilizar no preparo de refeições, se destaca por ser um tempero com sabor e aroma peculiares.

Receitas com alho negro

O alho possui um papel indispensável na culinária, a introdução do alho negro nas receitas traz ainda mais possibilidades para quem quer inovar na cozinha.

O que é alho negro?

Não se sabe exatamente a origem dessa especiaria, e nem a época em que foi inventada, mas é extremamente recente, não sendo mais antiga que os anos 2000. Atribui-se a criação aos orientais, uma vez que o Japão e a Coreia do Sul são grandes produtores do alho negro.

Ao pegar esse vegetal na palma da mão, as pessoas podem até sentir repulsa, pois as folhas douradas e dentes negros dão um aspecto de que o alimento está estragado, mas não se engane. O alho negro é feito com extremo cuidado, da mesma maneira que as bebidas fermentadas.

Como a estrutura química do alho está mudando, é absolutamente normal que o gosto também se altere, e esse é o grande motivo que faz com que os chefes de cozinha arrisquem pratos com essa nova iguaria.

O sabor do alho comum é tão amargo que pode ferir o paladar, enquanto o alho negro é adocicado, lembra alguns toques de frutas, e puxa para o umami - um dos cinco sabores elementares do paladar, que confere um equilíbrio e harmonização maior nos pratos.

Propriedades do alho negro

O alho comum já é conhecido há anos pelas suas propriedades e inúmeros benefícios que traz à saúde. Enquanto isso, o alho negro tem essas características ampliadas através do processo de fermentação, além da alteração na estrutura das moléculas que compõem as substâncias presentes no alho, conferindo novas propriedades ao vegetal.

Através das reações entre as bactérias presentes no alho, e os compostos do vegetal, houve um aumento significativo na concentração de flavonoides, que são as substâncias antioxidantes mais importantes do nosso organismo, regulando os radicais livres que podem ser prejudiciais para o bom funcionamento do corpo.

A cisteína também tem os seus níveis significativamente alterados durante o processo de fermentação. Trata-se de um aminoácido muito utilizado em suplementações alimentares. É capaz de ajudar a fortalecer os fios de cabelo, selar as cutículas e estimular o crescimento, sedoso, saudável e com brilho.

Outro efeito, muito associado à cisteína, é a sua interação com certos grupos de vitaminas que conferem uma proteção maior às células da pele em relação aos efeitos causados pelos raios ultravioletas do sol, que podem desencadear o câncer de pele.

De acordo com pesquisas, o alho negro apresenta fortes índices de atividade antimicrobiana, ou seja, as substâncias nele presentes favorecem o seu organismo através do combate a microrganismos nocivos, além de conter vitamina C, que é um estimulante poderoso à produção de anticorpos pelo sistema imunológico.

Há também uma influência positiva nos níveis de colesterol, o que previne doenças cardiovasculares. Constatou-se que o alho negro tem o poder de reduzir os adipócitos, as células que armazenam gordura no corpo, de maneira que é um aliado poderoso ao combate de peso.

Onde comprar alho negro

O processo de fabricação é extremamente bem controlado, e contaminações podem representar sérios riscos à saúde, por isso é necessário ter boas referências sobre onde comprar alho negro.

Você pode encontrar essa iguaria em alguns supermercados, feiras livres e lojas de produtos naturais. Não se pode estipular alho negro preço, uma vez que ele varia muito de região a região, e depende também dos produtores, mas o seu custo gira em torno de R$ 15 ou R$ 20 a porção de 50 gramas.

O preço do alho negro é um pouco elevado devido ao extremo cuidado que se deve ter na produção, e o tempo que leva para que o alho comum fermente da maneira correta, além, é claro, de ser um produto muito novo no mercado, de maneira que os custos tendem a ser maiores nos primeiros anos, ou até a popularização da prática.

Certamente isso também lhe interessará:

 

Se você gostou, não esqueça de avaliar o artigo

Avaliação: 5/5 (1 votos)
Por favor, ajude-nos a compartilhar esta página em suas redes sociais para que possamos alcançar mais pessoas que precisam de nossa ajuda nesses temas. Você só precisa clicar em um dos botões abaixo. Obrigado!

Participa, deixe seu comentário